23 fevereiro, 2013

Secos



 ...
A janela estava entre aberta, e o vento soprava na cortina..
Clarões, os gritos dos trovões e monstruosas lágrimas vindo do escuro céu...
Era uma tempestade.. E eu não sabia se era noite ou dia.

O chão não iria se abrir por você não acordar do meu lado mais uma vez.
Era meu último cigarro, era minha última promessa, era meu último amor..
Calço minhas sandálias, visto suas roupas e seu cheiro se mistura com a fumaça, 
Meu choro se mistura com o café velho, já não penso em nada.

Precisava haver alegria, ou deveria ser meu fim por tolerar o que não me bastava... 
Cansada, eu fui austera, e como um juiz determinei a nossa sentença.
 E hoje, com os meus lábios já secos de tanta saudade, só penso em voltar.

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3055112

20 fevereiro, 2013

Era Só Um Menino



Eu estava com medo
Eu era um menino
Eu estava com frio
Eu estava à beira de um rio

Eu estava com frio
Eu era um menino
Eu estava perdido
Eu estava em cima de uma ponte

Eu estava com fome
Eu era o estomago vazio
Eu estava com frio
Eu era o corpo sem abrigo

Eu estava sozinho
Eu era a solidão
Eu estava chorando
Eu era as lágrimas nos olhos do menino

Eu estava com frio
Eu estava com medo
Eu estava com fome
Eu estava sozinho
Eu saltei sem saber voar
Mergulhei sem saber nadar
E eu era só um menino.