02 fevereiro, 2016

Âmago




É como se não pudesse ouvir mais nada desse mundo
Minha carne treme e esquenta toda vez que tento
A cada passo em desequilíbrio  
Uma aterradora sensação de pavor
Uma sombra negra em minh'alma
Que grita, grita como só eu sei
Algo em mim, algo vivo dentro de mim
Algo sombrio, algo medonho
Que luta contra meu mais sincero lado leve e claro
Que também vive em mim e que tem força
De extrema calma e serenidade, com brilho próprio
Um lado pacífico que ilumina e alegra
Um bom lado para se viver
Um bom lado para estar
O duelo de duas forças
Dois guerreiros, que no fundo
Sobrevivem do fluxo da força um do outro
Se mesclam, se completam
Guerreiros
Amantes

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário